GLAN - Grêmio Literário de Autores Novos
"Um Celeiro Cultural"
"Um Celeiro Cultural"
O GLAN
Arquivo
Poesias
Contos
Humor
Galeria de Fotos
Poesias

 

Ester Vidal

Brasília, DF.

Cíclico

Se a luz é dia quente
E a escuridão é noite fria
Que com suas mãos férteis
Embala um berço túmulo,
Não me renderei à bondosa noite.

Porque deixar-se seduzir pela noite
É apagar a luz do dia
Ou permiti-la adormecer
Aconchegada no seio de um sono
Que não se pode despertar
Por não poder saciar.

É sentir-se asfixiar por debaixo da terra
Como os grãos, sêmen do plantio,
Que morrem para germinar e brotar,
Atravessando-lhe as ranhuras
Em dores de parto,

Para participar da experiência alucinada
De serem colhidos fruta que nutre,
Enquanto seguram distraídos a mão do dia quente,
Sem perceberem ser inevitável
Que a noite se apresente.

Voltar

  

 
O GLANNovidades e EventosPoesiasContosHumorGaleria de Fotos